O grande problema das sacolas plásticas

Com certeza as sacolas plásticas são uma grande praticidade. Porém quanto custa esse conforto? Para o meio-ambiente é altíssimo.
Uma sacola plástica demora 300 anos para se decompor e seus componentes são altamente venenosos. Depois que você joga a sua sacola fora, ela ainda segue um grande trajeto. Muitas criaturas marinhas morrem por conta do plástico que normalmente os sufoca e quando não, os intoxica.

Glaciar Perito Moreno - El Calafate AR


Estive em 2008 na Patagônia Argentina/ Chilena, e fiquei impressionada com a atitude positiva dos habitantes. Nenhum supermercado ou farmácia fornece as “sacolinhas plásticas”. Achei isso ótimo! Enquanto aqui ainda nem se discutia direito o problema, lá eles radicalizaram. Não tem e ponto final.
E ninguém reclama, sabe por que? Porque 98% da população vive do turismo naquela região. Se aquela beleza toda acabar, seja pelo lixo ou pelo aquecimento global, o que os habitantes de lá vão fazer para ganhar dinheiro? Sem a beleza exuberante da Patagônia, sua flora, fauna…não resta muita coisa para essas pessoas. E pior, o mundo perde um lugar fantástico e no lugar fica o lixo e etc.

Cartaz de uma festa em Puerto Natales - Chile, dizendo "não" ao uso de sacolas plásticas

Para as cidades também é uma ameaça, em Nova Delhi, Índia, as sacolas também foram proibidas pois segundo autoridades era a grande causadora de entupimentos na rede de esgoto.
Na China é proibida a distribuição gratuita de sacolas plásticas em supermercados, isto porque antes da proibição cerca de 3% do lixo produzido diariamente era sacolas plásticas.

Quanto as alternativas para a sacola plástica tradicional, temos as sacolas permanentes e as de papel reciclado. As de papel se decompões facilmente no meio-ambiente, porém são mais pesadas( o que as torna caras) e tem um elevado custo ambiental para a sua produção. Já as permanentes são feitas de algodão, e tem uma grande vida útil. Também existem as bio-degradáveis, que acredito ser a melhor alternativa, isto pois, elas tem a praticidade das sacolas plásticas atuais, com o beneficio de se decomporem quando descartadas.

Aqui no Brasil, ainda não existe uma forte mobilização popular contra o uso das sacolas. A atitude deve começar de cada um. Ao ir no mercado, tente levar uma sacola permanente ou até mesmo plástica de casa. Se você vai no mercado fazer uma pequena compra e está desprevenido, tente levar as compras na mão. Quando você toma uma postura deste tipo, além de minimizar o seu impacto sobre o planeta, você acaba por dar o exemplo a todos que o observam. Você não tem noção de quantas pessoas você influencia simplesmente tomando uma postura correta. Não é só a pessoa que esta no caixa ou o embalador, é o cara que está atras de você esperando para passar, é a amiga da caixa que vai parar de usar sacolas por que um dia a amiga dela disse que alguém recusou as sacolas.

Números para pensar:

Montanha de lixo das grandes cidades. Já pensou isso no lugar daquela montanha da foto lá em cima??

Os sacos plásticos são hoje responsáveis por 18% do lixo paulistano, segundo o secretário do Meio Ambiente (e menos de 1% desse lixo é reciclado em usinas).

O Estado do Paraná consome 80 milhões de sacos de plástico por mês (que equivaleriam a ‘uma montanha de 20 toneladas’)

No Rio de Janeiro, é consumido 1 bilhão de sacos plásticos por ano e 900 milhões de garrafas PET; o governo gasta R$ 15 milhões por ano para dragar rios entupidos por lixo, grande parte de sacos plásticos.

No Rio Grande do Sul, a prefeitura de Lajeado lançou, com apoio do comércio, campanha para substituir o plástico por sacolas de pano.

Segundo estimativas, o consumo anual de plásticos no Brasil está em 19 quilos por habitante (100 nos Estados Unidos, 70 na Europa). Agora, multiplique 19kg por 190 milhões!! E pense se esse dinehiro fosse aplicado para saúde, educação, lazer…??

Fica o exercício para pensar! Grande abraço.


Fontes:
http://www.verbeat.org/
http://www.sacsplast.libertar.org/

Anúncios

One response to this post.

  1. […] Seja Green [ Insight's Sustentáveis ] from → Uncategorized ← Viaje sem trailer e sem hotel No comments yet […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: